Para OMS, aborto é “serviço essencial” durante a pandemia

No início do mês, o site Daily Caller noticiou comunicado que recebeu da Organização Mundial da Saúde, para a qual o aborto é serviço essencial, “inclusive” durante a pandemia do novo coronavírus.

Reprodução/Daily Caller

“Os serviços relacionados à saúde reprodutiva são considerados essenciais durante o surto da COVID-19. (…) O serviço de saúde sexual e reprodutiva é parte da conquista do direito à saúde (…). Isso inclui contracepção (…) e aborto seguro“, afirma a OMS no comunicado.

Dias antes, o Life Site já havia divulgado que, no fim de março, uma representante da OMS, da “Equipe de Saúde Maternal e Perinatal & Prevenção ao Aborto Inseguro”, já afirmara o posicionamento da Organização quanto ao assunto.

Em apresentação on-line para quase 5 mil pessoas, ela admitiu inclusive que tem orientado mulheres a realizarem o próprio aborto, utilizando algumas medicações (confira).

A OMS disponibiliza mais informações sobre o assunto até mesmo em seu site. Ironicamente, o aborto está inserido nos “tópicos de saúde”.

A banalização do assassinato também já parece ser um dos grandes efeitos colaterais da COVID-19 (lembre outros aqui).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.